Brasil, porra!!!

Depois da visita ao Lion Park, amanhecemos o dia seguinte em modo animal. Mais precisamente em modo bicho-preguiça. Estávamos decididos a ignorar o café da manhã e dormir até o gnu fazer bico. Mas não foi possível. A Trish bateu à porta e com a usual educação perguntou:

“Vocês vão tomar café da manhã?”

“Não, Trish, obrigado. Estamos cansados e vamos dormir mais um pouco. Obrigado, até logo.”

“Maurício, espere! não sei como falar isso mas há um brasileiro que quer conhecer vocês e disse que se você não for, ele virá aqui.”

“Ah…….ok. Sendo assim…”

Me arrumei e fui atender à estranha convocação matinal olhando com inveja para o Murilo, enrolado nas cobertas e roncando à sono solto, uma mistura de porco com rocambole. Cheguei para o café e logo conheci a figura: Paulo, um carioca casado com uma americana e que mora em Lake Tahoe, na Califórnia. Também conheci um improvável casal de namorados, que mais parecem um sorteio aleatório de Copa do Mundo: ele das Filipinas, ela de Honduras.

 “Acordou, hein maluco! pensei que você ia passar a Copa do Mundo dormindo! Aí, vai pro jogo hoje? Tem lugar no carro pra quantos? Brasil, porra! Ei, Trish! Esse é o café da manhã mais atrasado e barulhento que você já teve aqui, diz aí! Brasil, porra! ontem minha mulher comeu alguma parada que não fez bem, mas ela vai pro jogo. A mulher é forte, rapá! Já vou lá conhecer seu irmão. Murilo e Maurício?! cês são dupla sertaneja, maluco!? Brasil, porra!!!”

Só lembrei de um quinto das coisas que o Paulo falou durante o café. Mas a sonolência foi embora. Na batalha entre o sono e o bom humor, o primeiro leva uma surra. E, cumprindo o aviso, logo Paulo apareceu no nosso quarto.

“E aí? Cadê teu irmão?”

“No banheiro.”

“Tá cagando, maluco?!!”

O Murilo que estava dentro do banheiro, sem entender nada, hesitou com a pergunta feita por uma voz desconhecida. Mas, educadamente, respondeu à pergunta.

“Ééé…tô.”

“A Trish vai me levar na farmácia pra comprar um remédio pra minha mulher. Vocês querem alguma coisa? Uma pomadinha de assadura de neném ou uma rolha? É só falar. Fui! já volto aí. Brasil, porra!”

Desnecessário dizer que ele voltou. E ficamos os três falando bobagem e rindo até a hora marcada de ir ao Soccer City assistir Brasil e Costa do Marfim. Eu, Murilo, Paulo e Rhonda – esta a simpática, resistente e paciente mulher dele – no nosso carro. O casal improvável em outro, nos seguindo. Também desnecessário dizer que durante o trajeto de mais de 20km até o estádio o Paulo pedia “Buzina aí, maluco! Brasil, porra!! Que parada mais silenciosa. Agita essa bandeira aí! Brasillllllllll, porra!!”. Enfim chegamos ao estacionamento e nos dirigimos ao transporte gratuito que nos deixaria perto do Grande Pote de Cerâmica (é isso que o Soccer City parece).

Entramos todos na van e Paulo prosseguiu o espetáculo:

“Aí, motorista. Vou aqui na frente contigo. Você vai precisar de alguém pra cobrar as passagens! Ei, você vai torcer pra Costa do Marfim? Ah, bom, porque essa van é brasileira, primo! Brasil, porra!!! Essa linha faz Mangueira, Chatuba e Maracanã! Aceita rand, dólar e real!! Aí, mexicano! tu deve ter uma tequila aí, bota pra jogo, parceiro! Não disse!!! México, porra!! Vamos rodar a tequila, menos pro motorista! Vamo cantar! Vamo batucar! Brasil, porra!!!!!!”

Sacanas, Rhonda e Brasil, porra!!

Chegamos ao estádio. Acompanhamos o final do empate da Itália contra a Nova Zelândia. Impressionante como os europeus estão mal e os latino-americanos estão bem nessa Copa. Como diria o Paulo: “América Latina, porra!!”. Na hora de achar nossos lugares aconteceu um fato lamentável: na correria de olha ingresso, guarda ingresso, olha ingresso, guarda ingresso, deixei o meu cair. Luvas !$#!$@!$@!$&*. Pra piorar, o africano responsável pelo setor não me deixava ir para o meu lugar. Dizia “no ticket, no entrance”. O Murilo quase enlouqueceu. Argumentava que eu não poderia entrar no estádio sem o ingresso (antes passamos por uma catraca eletrônica, que permite o acesso com a leitura do código de barras do ingresso), que nós éramos irmãos e já era o nosso nono jogo, sempre sentando lado-a-lado, que se a gente fosse dar uma de joão-sem-braço iríamos escolher um lugar melhor do estádio, mas nada adiantou. “no ticket, no entrance”. Saí puto comigo mesmo e com o fiscal, embora ele estivesse certo. Primeiro pensei em ir a área de Ticket Clearing e lá esclarecer o mal entendido, pedir para reimprimirem meu ingresso com o meu nome nele, enfim. Mas pensei, “Brasil, porra!!!”. Aí comprei duas cervejas e com elas nas mãos fui até a outra entrada do setor. Avisei ao fiscal de lá que tinha saído pra comprar cervejas. Ele pediu o ticket. Mas como eu estava com as mãos ocupadas ele disse “never mind”. Entrei e o Brasil também. “Brasil, porra!!!!”

O estádio encheu e ultrapassou a lotação dos jogos da Argentina e da Holanda que havíamos visto ali também. “Brasil, porra!!”. Uma curiosidade desta Copa é a apresentação dos jogadores nos telões, todos posando como machões, fazendo cara de mau. É um tanto ridículo e um tanto engraçado. Confira no vídeo abaixo. Preste atenção na reação da torcida que vai do clímax ao ódio em poucos segundos.

O jogo em si foi melhor que o primeiro. O gol Mão de Deus do Luis Fabiano foi marcado à nossa frente. Mesmo sem replay foi óbvio que ele levou com o braço. Assim como era óbvio que os marfinenses estavam provocando o Kaká e, cedo ou tarde, iria dar o que deu. O zangado Dunga às vezes parece estar com soneca. Mas ganhamos, jogando melhor e isso que importa.

Encontramos o Paulo, a Rhonda e os improváveis. Adivinha se o Paulo viu o jogo no lugar dele, que era nas arquibancadas superiores? “Porra! lá em cima tava cercado de marfinense, africano, o escambau. Desci e vi o segundo tempo na beira do gramado. Naquela muvuca do intervalo os caras não pedem pra ver o ingresso. Brasil, porra!!!”.

Os ausentes no time do Dunga: Ganso, Pato e Passarinho

Fomos até o local das vans. Todo mundo na fila, esperando a vez. O Paulo, óbvio, estava louco pra furar a fila. Até que a mulher dele, que pouco falou, apontou o Murilo e disse “He is the leader. Where he goes, we go. Wait. Porrrrraaaa!!”.

PS: Ainda não aparecemos na Globo, mas a Globo aparece por aqui.

Sacana e repórter da Globo (Pato ao fundo)

Sobre enoisnafifa

Um pai coruja fanático por esportes.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Brasil, porra!!!

  1. Luciana (Belém) disse:

    hahahahhahah…adorei!!!! Beijossss

  2. eleonora disse:

    PORRA! que carioca esporrento, PORRA! Não entendi como entraste. Se o fiscal disse “never mind”…. Não tem problema PORRA, mas que o Murilo ficou muito puto contigo ficou, PORRA!!!!!!
    E Portugal ter ganho de 7×0, PORRA!!!!!Que MERDA!

  3. Ellen (Fortaleza) disse:

    Ri muito lendo esse post!
    hahahaha

    Brasiiiiiiiiiiiil, porra!!!

    ps: Fortaleza em visitas diárias ao blog de vocês! Muito legal mesmo!!! Parabéns!

  4. Antonio Mori disse:

    PORRA!!!! Onde voces acharam esse mala sem alça? Está hospedado na mesma Gues House? Gostaria de parabenizá-los, principalmente o Murilo, que paciência meu. Somente com a narrativa, senti vontade de dar um chega pra lá nesse carioca esperto.
    A vitória foi ótima. Sexta tem mais.
    Estou me preparando para assistir Honduras x Espanha.

  5. Murilo, para de cantar na hora do hino, PORRA!!!
    Vcs dois são desafinados pra caralho, PORRA!!!!
    No próximo jogo deixem a gente ouvir o estádio cantando, PORRA!!!!
    Brasil, PORRAAAAAAA!!!!!!!!

  6. Peixoto disse:

    Muito bom! O velho jeitinho brasileiro… rsrs

  7. Alexandra Bittencourt disse:

    E aí Murilo?! Tenho acompanhado o blog e as peripércias dos irmãos Sacana. Os textos são ótimos, hilariantes…
    Um abraço,
    Alexandra.

  8. Vilas disse:

    Era só o que faltava: Um mala carioca,porra! Mas com certeza o cara deve ser uma figura! Quase deu meu palpite, o Drogbar tirou o din din do meu bolso ( raça desunida!)
    Abraço !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s